Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Em que é que o "pessoal da Aldeia" é igual ao "pessoal da Universidade"?

Nos "copo de água" e nos "coffee break" gostam de alapar-se à mesa e comer como se não houvesse amanhã...

Observam-se disputas pelo mesmo rissol ou pelo mesmo pastel de nata!

Come-se mesmo que não se tenha vontade...

E suspeito que ainda se leva alguma coisinha para casa, se couber nos bolsos...

sinto-me: a cortar "forte e feio"
publicado por pevide às 17:46
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

Alerta ao consumidor II

Sempre que parar, no meio de uma longa viagem, num posto da Galp para abastecer o seu veículo, tenha cuidado com as simpáticas luvas higiénicas disponibilizadas ao pé das bombas. Estas luvas são de utilização complexa e ineficiente, e provocam confusão mental no momento de escolha de combustível. No caso de querer Sem Chumbo 95 normal, irá abastecer GForce 95

(E o que fica realmente mais "force" é a conta bancária dos senhores donos da Galp... porque a diferença da gasosa convencional não será muita...)

sinto-me: chulada em 70,23 cêntimos
publicado por pevide às 14:42
link do post | comentar | favorito
|

Alerta ao consumidor I

Na publicidade típica desta "época", onde se lê

"espírito de natal"

deve ler-se

"subsídio de natal"

Afinal é isso que os "senhores que se publicitam" querem da gente...

(No caso de não ter subsídio, como aqui a Pevide, continuar a ler "espírito de natal" e... apreciar o espírito sem ter subsídio... deve ser bonito, não?)

sinto-me: com MUITO espírito de Natal
tags: ,
publicado por pevide às 14:34
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007

Direitos da Criança - cadê?

"Relatório de pedopsiquiatras diz que tribunal põe criança em risco "
Equipa considera que entrega de menor é "completamente errada"
"As indicações resultantes de trabalho terapêutico com esta menina vão forçosamente ao invés do ordenado pelo tribunal. A ruptura dos laços com os pais afectivos, de forma permanente, mesmo que não abrupta, é um factor causal de doença mental e a entrega ao pai biológico potenciará (...) as condições essenciais, a curto prazo, para a instalação de uma perturbação pós-stress traumático." Assinado por todos os técnicos de saúde mental aos quais fora entregue, pela Justiça, o seguimento da criança, o relatório entregue ao Tribunal da Relação afirma que a decisão dos juízes a coloca em risco.
 
http://dn.sapo.pt/2007/11/22/sociedade/relatorio_pedopsiquiatras_que_tribun.html
 
Agora a sério… isto parece uma anedota! O que é que os senhores juízes deste caso têm na cabeça? Não devem ter grande capacidade de raciocínio para se limitarem a aplicar a “Lei” indiscriminadamente… E devem ter passado os exames todos à custa de orais…
Não é suposto o Direito ser uma ciência humana? Hum… acho que neste momento é mais uma ciência genética… Pai é Pai por uma questão de esperma!
 “… a nossa Lei é muito clara. A criança será entregue ao pai biológico. O pai biológico tem direitos.”
E os Direitos da Criança? Que se fod@#?
 
O senhor Baltasar, se tem algum afecto pelo criança, devia mas é deixá-la com os pais que sempre cuidaram dela, em quem ela confia, com quem se sente segura e íntegra, porque é o MELHOR PARA ELA, não? Será que é muito difícil entender?!
Vai-se a ver e o sonho da criaturinha é ter uma filha com problemas psicológicos GRAVES!!!
PAIS A SÉRIO: metam-se num avião e fujam para bem longe com a menina!!! A Fátima Felgueiras conseguiu...
sinto-me: com instintos violentos
publicado por pevide às 13:05
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

A Bela da Justiça à Portuguesa

"Caso Esmeralda"

Menina terá que ser entregue ao pai biológico em 26 de Dezembro.

Esmeralda Porto, a menina de Torres Novas que vive desde os três meses com o sargento Luís Gomes e a mulher, já estará na passagem de ano em casa do pai biológico.

 

Notícia SIC
(http://sic.sapo.pt/online/noticias/pais/20071120+-+Caso+Esmeralda.htm)

 

A Justiça além de ceguinha anda cardíaca!!!

 

Pai da "Esmeralda" para a filha no dia 26 de Dezembro:

 

"O Pai ficou muito feliz quando soube que era teu pai! Tenho de oferecer umas boas garrafas de uísque aos agentes da autoridade que me obrigaram a fazer o teste de paternidade. Sim, porque eu nunca iria acreditar na p*&$ da tua mãe. Brasileiras... E agora olha... A tua madrasta não consegue embuchar e homem que é homem tem de deixar descendência. A partir de hoje chamas-te Esmeralda, e esquece aqueles senhores, que o teu pai sou eu!"

sinto-me: completamente parva!
publicado por pevide às 17:46
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Episódio Snickers II

Hoje tive mesmo de ir comer um Snickers. Tenho passado longas horas a queimar pestanas em documentos assinados senhor José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa… (até já começo a ouvir o que leio naquela entoaçãozinha irritante... ninguém merece!)
E tive mesmo de ir ao bar, porque a máquina não tinha (só para variar…).
E bati com a fronha numa porta de vidro (aquela porta está SEMPRE aberta).
Mas valeu a pena
sinto-me: contentinha
publicado por pevide às 17:27
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

Sou como… uma espécie de “mulher-a-dias”

Hey! Nada de pensamentos porcos, ok?
"Mulher-a-dias" não é uma expressão muito feliz para denominar as simpáticas e dedicadas senhoras que limpam as casas alheias à hora (algumas nada dedicadas, mas pronto…).
Se pensar em termos de remuneração, à hora, é quase a mesma coisa, mas as tipas ficam a ganhar, pois cobram as horas extraordinárias e sempre têm direito a subsídio de férias e de Natal!
 
Hum… quando acabar o meu contrato vou pensar duas vezes… e em vez de fazer uma formação ou ir a uma conferência, compro mas é um espanador!
sinto-me: um bocadinho frustrada
publicado por pevide às 12:16
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

Grande entrevista 15.11.2007

A antiga provedora da Casa Pia chamava-se Catalina.
A actual provedora da Casa Pia chama-se Joaquina.
Logo, a próxima provedora da Casa Pia vai chamar-se:
 
a)     Miquelina
b)     Ustilina
c)     Serafina
d)     Justina
e)     Ondina
f)      Armandina
g)     Francelina
h)     Maria Albertina
 
E são tudo nomes verídicos. YAH!
Eu até explico:
a)     Colega da minha mãe, pelos vistos um bocado marada do “tico e do teco” (traumas com gajos…)
b)     Colega do meu pai (e vocês pensam, “**da-se! Os teus paizinhos dão-se com gente muito estranha… está tudo explicado”)
c)     Não conheço ninguém com este nome mas tive um prof de Filosofia no 11º ano chamado Serafim, que era um valente tarado séchual – i.e. coçava-se nas aulas e deitava olhares lânguidos à Maria. E como Serafina não dá erro no Word™…
d)     Afilhada & Sobrinha da minha Ama (também com grandes traumas com gajos. Estou aqui a ver um padrão…)
e)     Ama do meu gajo (nunca se lhe conheceu namorado. Acho que nem era suposto)
f)      Armandina (outro nome que não dá erro no Word™)
g)     A mulher do pasteleiro, que tem o armazém-fábrica alugado à minha vizinha do lado, e é bêbada que nem um cacho todos os dias (quando a vizinha tinha arbustos no jardim, a tipa escondia lá a garrafa de vinho do Porto. Aposto que a vizinha tirou os arbustos e mandou fazer um muro de cimento só para a lixar!). Passa a vida a discutir com o marido, por causa das empregadas com ar de “senhoras cujo spot de trabalho costuma situar-se nas esquinas” (e não transcrevo aqui o que ela costuma gritar-lhe porque é realmente muito mau! Talvez um dia eu ganhe coragem… ou não!) Eu cá acho que o marido a escorraça do estaminé porque ela deixa cair açúcar a mais nos bolos (daquele que há em certos e determinados couros cabeludos… ok… com esta imagem mental já não vos deixo almoçar em paz… sorry!) Ah! E não, não moro em nenhum bairro social, ok?
h)     “como foste nessa de chamar Vanessa à tua menina…”
 
Bem… já mandei o meu bitaite completamente parvo sobre os nomes das provedores da Casa Pia, por isso vou falar de coisas mais sérias (se bem que me dêem vontade de rir em amarelo…)
Ontem decidi assistir à entrevista que a “senhora do significado 6.” costuma fazer todas as semanas. É que a polémica Casa Pia deixa-me sempre com a “pulga atrás da orelha”, e como não fui nada com a cara da actual provedora numa entrevista que vi há uns tempos, decidi avaliar melhor a coisa…
A Dra. Joaquina Madeira esteve muito mal… além de não ter estado nada à vontade, apresentou um discurso básico, repetitivo (tipo cassete de lavagem cerebral) e completamente incoerente. Só lhe faltou dizer:
“Estou desejosa que surja um escândalo de pedofilia muito maior, que é para pararem de falar na Casa Pia.”
ou
“No fundo, no fundo, estou-me nas tintas se continuam ou não a haver abusos na Casa Pia. Quero é fazer o meu trabalho sossegadinha e que não surjam mais nomes Pedrosos Poderosos na lista dos suspeitos, que é para o PS ficar muito contentinho com os meus serviços.”
ou
“O sôtor Pedro Namora agiu de má fé, não veio falar comigo antes de ir para os jornais. Fiquei amuada e não o quis atender, tá? Eu devia ser “primeiras”. Como estou tão preocupada com os novos indícios de abuso sexual na Casa Pia, nem quis saber o que ele queria falar comigo, nem por telefone!”
ou
“A sôtora Catalina Pestana só me quer tirar o protagonismo. Por isso é que veio para os jornais dizer que continuam a existir abusos dentro da Casa Pia. Ela é uma ressabiada, isso sim!”
 
Foi tão evidente o comprometimento… tão evidente o querer ocultar alguma coisa muito podre… tão evidente a “falta de à vontade = vou ter muito cuidadinho com o que digo para não me enterrar, mesmo que diga coisas parvas”.
 
A entrevista com a Dra. Joaquina Madeira “cheirou mal”… Eu até acredito que a senhora tenha “algumas” boas intenções, mas pareceu-me mais um fantoche mal amanhado… Não vou mesmo com a cara dela!
sinto-me: com uma raiva desgraçada!!!
publicado por pevide às 09:20
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

Ser gaja é f... formidável!

Sabem como é… quando vos apetece MESMO MUITO um chocolate a meio da tarde, porque o vosso dia está a ser uma valente merdinha, já não sabem para onde se virar com o trabalho, e o dia parece não estar a render, sabem?
Fui à máquina que fica 2 pisos abaixo do meu spot de trabalho, pelas escadas (antevendo as calorias que se iriam acumular nas coxas sob a forma de mais umas "pocinhas de celulite", como diria a GatoSapato), chego à máquina e… só havia Mars, e eu a salivar por um Snickers!!!
Bem… lá pus as moeditas na ranhura e saco o Mars. Subo as escadas, devagarinho, a olhar para a barra de chocolate com um ar muito desconsolado… abro a porta do meu spot de trabalho, sento-me (também muito devagarinho, que é para ficar assim com uma carga mais dramática), e começo a abrir o invólucro (outra palavra bonita)… Nisto, empurro um bocadinho do chocolate para fora, dou uma trinca e…
 
Não consegui, foi mais forte do que eu! Pus a merda do chocolate fora (eu sei, eu sei… há criancinhas a morrer em África…) Mas… **da-se! Não consigo gostar daquilo! É muito caramelo! A merda do chocolate agarra-se ao céu da boca em três tempos!!!
 
Para a próxima vou ao bar… mesmo que fique meia hora à espera que a “senhora-do-bar” dê pela minha presença ("oh sáchabor?! Se estou aqui alapada ao balcão a olhar para si é porque quero alguma coisa, não?!"), enquanto arruma uma centena de colherzinhas de café…
sinto-me: a babar por um Snickers!
publicado por pevide às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Novembro de 2007

Engates de Auto-Estrada

Aqui a Pevide conhece algumas auto-estradas portuguesas, mas nenhuma é tão espectacular como a A11 (que liga Esposende a Braga). É uma auto-estrada onde acontecem coisas realmente maravilhosas!!!

 

Ontem, ainda nem eram 8h30 da matina, vou eu muito sossegadinha nos meus 115Km/h, a ouvir a Antena3 e a delirar com as piadas absolutamente estúpidas do Markl sobre o Pão de Forma, quando surge uma mega carripana Mercedes da ENERCOM, com 3 marmanjos armados em gabirus. Aproximam-se tanto de mim que quase me carimbam a matrícula na traseira do veículo (sempre gostei da palavra veículo). E eu “Queres ver que estes anormais nunca mais me ultrapassam?! Passa lá, oh boi do cara$%&#!” (isto de andar muitas vezes com o gajo… aprendem-se “expressões de condutor” muito interessantes, e que dão sempre bons resultados para aliviar o stress… e olhos à Belenenses se forem ouvidas fora do veículo). Nisto os gabirus iniciam a ultrapassagem, olhando para mim a rir-se, com aquele ar de “boca à trolha”, e passam de imediato para a minha frente, quase roçando o meu farol dianteiro esquerdo, “Olha que filhos da pu%&!!!”

E foi então que a mega carripana Mercedes da ENERCOM seguiu a 2 metros de mim, durante… mais de 3 minutos (aquelas ultrapassagens simpáticas, que nos deixam com uma visibilidade do cara$%&#!), e pude ver aquele simpático recado “Não gostou da minha condução? Ligue para 2XX XXX XXX”

Cá para mim queriam “cônfias”… Sim, porque duvido que alguém telefone para esse número a dizer que “no dia tantos na auto-estrada X, às tantas horas o boi do vosso condutor, com a matrícula tal, fez isto e assado”. Até porque ninguém deve atender… a não ser que seja uma gaja a telefonar...

sinto-me:
publicado por pevide às 09:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.reciclar é sempre fashion!

Spread the Recycling Message

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ...

. Sem tempo para respirar

. Quando eu pensava que já ...

. O meu "mapa" astral...

. Homens com fio de ouro ao...

. Tenho uma dificuldade eno...

. Can't wait!!!

. Sobre as relações [1]

. E não...

. Ainda sobre o vento e a m...


adopt your own virtual pet!

.links

.armazém de pevides

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds